11/04/2017

A questão da diversidade na Marvel e a Crise nas Infinitas Vendas

Marvel Generations

Eu prometi a mim mesmo que não ia entrar nesse assunto, já que outros sites, blogs e canais no Youtube abordaram muito bem esse tema, mas acabei não resistindo e dei os meus dois centavos sobre o assunto.

Ao meu ver, a Marvel errou a mão. Na ânsia de lucrar (nada contra, mas tem que saber vender o "peixe" direito), fizeram tudo errado. Jogaram pra escanteio personagens clássicos, trocando-os por novos sem a menor necessidade. Faço uma exceção ao Capitão América "Falcão", pois ele é uma espécie de herdeiro natural do manto de Capitão, mas transformar o Steve Rogers em agente da HIDRA, pelo amor de deus? Frank Cho como Hulk? Agora temos uma fábrica de Hulks, pera lá né? 


Hulk Frank Cho


Some isso ao excesso de reboots e mega sagas e, principalmente, HISTÓRIAS RUINS e pronto, ta aí uma bela fórmula pra dar problema.

Vale ressaltar que essa história de que "quem lê quadrinhos é racista e homofóbico" é furada. É claro que tem gente assim que lê quadrinhos, como tem em qualquer setor da sociedade. É só vermos o Apolo e o Meia-Noite do Authority (DC), que estão sendo publicados há anos, com alguns arcos sendo sucesso de crítica (de público eu já não sei), além da Batwoman, que está vendendo bem, vai até virar série de TV agora. Mas aí a Marvel, ao invés de criar um personagem novo que fosse homossexual, faz o que? Retconiza um personagem com décadas de existência (o Homem de Gelo dos X-men), dizendo que ele sempre foi gay e que era "pegador" só para disfarçar? Ah, tenha santa paciência! 

(Se bem que a DC, há alguns anos atrás, também fez isso com o Lanterna Verde da Sociedade da Justiça, mas não sei que fim isso levou, se influenciou nas vendas. É um título tão inexpressivo que acho que passou batido mesmo). 

Colocar o MODOK com a cara do Trump não é estratégia de inclusão social ou protesto político, é tentativa de ganhar um $ em cima de quem não gosta do cara e, por outro lado, perder o $ e a paciência de quem votou nele e lê quadrinhos. Ou, pior ainda, marketing barato. 

A Marvel ta parecendo um trem desgovernado. Aposto que nem eles sabem onde vão parar.


Modok Trump



Um comentário:

  1. Quero ver a turminha progressista mudar esse quadro comprando HQs.
    Acho que se deslumbraram, tb, com os sucessos nos cinemas. Acho que nem 5% das pessoas que curtiram os filmes leem gibis. O leitor de HQs, em regra, não gosta dessas babaquices, é um público conservador com seus personagens e igualmente conservador em matéria de política. Nunca vi um "revolucionário" colecionar quadrinhos. NUNCA. Pode haver, mas deve ser raro.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...